GPC2017 

 Logo

 Clique para participar

CLASSIFICAÇÃO COMPLETA - Clique aqui para carregar a Planilha

Clique aqui e veja o vídeo com MENSAGEM AOS PILOTOS

38º e 39º Pangaré - GP dos Campeões 2018 - Kartódromo de Interlagos

Selecionando os Pilotos

 

Para se classificar para o GP dos Campeões, o piloto tem que estar entre os pilotos que mais pontuaram em ao menos uma das temporadas disputadas no ano. Os 6 melhores do grupo 1, os 4 melhores de cada grupo 2 e os 3 melhores de cada grupo 3 carimbam o passaporte e adquirem o direito de participar de uma corrida especial, onde pilotos de diferentes grupos se encontram. Nesta corrida a equipe pela qual o piloto compete fica em segundo plano, mesmo porque há casos em que só um elemento da dupla se classifica ...

 

Afinal, para se classificar para o GP dos Campeões os critérios não mudaram. Mas para não ficar na mesmice, a administração do Pangaré sempre inova. Mesmo quem não se classificou para o GP, pôde participar. Bastava estar lá em Interlagos às 15:00 horas e manifestar seu interesse. Para garantir a participação dos classificados, o regulamento previu um sorteio entre os não classificados que pretendiam participar e correr com os melhores Pangarés do ano. E, lógico, tinha que ser Pangaré ativo.

 

Tudo isto ocorreu no dia 16.12.2018, no Kartódromo de Interlagos.

Este ano fizemos duas corridas de 25 minutos, cada. Sem treino classificatório, com a ordem de largada e a distribuição dos Karts definididas por sorteio. A largada da segunda corrida foi invertida em relação à da primeira; assim na média todos largaram no meio. Antes de entrar na pista, cada piloto já sabia quais seriam suas posições de largada e quais seriam seus Karts, em cada uma das corridas. Pela soma dos pontos obtidos nas duas baterias, foi determinado quais pilotos mereceriam subir ao pódio e qual seria o grande Campeão de 2018.

Para equilibrar esta disputa, todos foram para a pista pesando um mínimo de 90 kg.

  

As Corridas

 

Dada a largada da primeira bateria, os pilotos começaram a se posicionar na corrida, atacando ou defendendo. Depois de algumas voltas, Alberto Costoya estava na liderança, com Luciano Carvalho, Felipe de Gerone, André Tristão e Rodrigo Mange na cola. Outra vitória de Costoya se desenhava. Mas... faltando algumas voltas para o final, seu kart começou a perder rendimento, possibilitando a Felipe de Gerone e André Tristão ultrapassarem-no. Mas ele conseguiu segurar Luciano Carvalho e Rodrigo Mange no braço, com uma boa distância para os demais. Destaque para Felipe, que largou em penúltimo e venceu a corrida.

 

Hora de formar o grid para a segunda corrida. O regulamento indicou que quem largou na frente na primeira corrida, agora iria lá para trás. E vice versa. Os mesmos cinco pilotos que dominaram a primeira bateria, foram os destaques nesta. Com um integrante a mais, Luiz Carlos Cunha. Estes seis pilotos formaram dois grupos de três karts, cada. Costoya, Felipe e Mange mais à frente, André, Luiz Carlos e Luciano um pouco mais atrás. Para Felipe, o segundo lugar bastava. Mas... Mange conseguiu sair da última curva da última volta um pouco mais forte e passou Felipe praticamente na linha de chegada. Foi por uma mísera fração de segundo (0,036 segundo, para ser preciso).

 

Somando os pontos das duas corridas, um empate entre Costoya e Felipe. Pelo regulamento o critério de desempate é a classificação da segunda bateria. E assim, Costoya levou o caneco de novo. Felipe ficou em segundo, André em terceiro, depois Luciano e Mange.

  Podio

 

Nosso Campeão: Alberto Costoya

Alberto

Nosso amigo Costoya é um dos pilotos mais antigos do Pangaré, tendo iniciado a carreira em 17.05.2003 -- com pódio -- no Jaguaré. Defendeu a equipe Saudade de Casa até o início da 37ª temporada, quando se transferiu para a equipe Kwik. Neste tempo ele participou de 192 corridas regulares, além de vários GPs dos Campeões. Venceu 31 vezes (das quais 18 no Grupo 1) e esteve no pódio 82 vezes (das quais 54 no Grupo 1).

Ele se classificou para o GP dos Campeões diversas vezes, esteve perto da vitória várias vezes e pela sexta vez não deu chance para o azar. Suas principais características dentro das pistas são competitividade e lealdade. Fora delas ele é acessível e técnico. Este ano vou acrescentar mais uma qualidade: a determinação.

E ele detém outro recorde: o de maior tempo entre o primeiro e o último título. Nada menos que 13 anos. Ele venceu GPs dos Campeões em 2005, 2008, 2009, 2014, 2017 e 2018.

Felizmente podemos dizer que o troféu continua em boas mãos. Seis vezes nas mesmas mãos, dá para dizer que não são boas as mãos e os braços?

 

 

Placar dos Campeões: Costoya é o 1º piloto hexa-campeão no “hall da fama”

 

Costoya é nosso primeiro piloto hexa-campeão. Miguel Castro é tri. Os bi-campeões são Marcelo Franção, Felipe Conrado, André Campos e Antonio Plá. E os que venceram uma vez são Luiz Tristão, Jens Holderer, André Tristão, Luciano Carvalho e Renato Taqueda.

 

Obrigado a todos e que 2019 esteja reservando muitas vitórias para todos. Seja nas pistas, seja na vida pessoal, seja no trabalho.

 

Jens Holderer

 
CALENDÁRIO 2019
Temporada Etapa Data Local Grupo 1 Grupo 2 Grupo 3
Azul Vermelho
40 1 Domingo 20/01/19 Interlagos 15:30 16:00 16:30 17:00
2 Domingo 24/02/19 KGV 15:30 16:00 16:30 17:00
3 Domingo 24/03/19 KGV 15:30 16:00 16:30 17:00
4 Sábado 13/04/19 Interlagos 15:30 16:00 16:30 17:00
5 Domingo 19/05/19 KGV 15:30 16:00 16:30 17:00
6 Domingo 30/06/19 Interlagos 15:30 16:00 16:30 17:00
41 1 Domingo 28/07/19 Interlagos 15:30 16:00 16:30 17:00
2 Domingo 25/08/19 Interlagos 15:30 16:00 16:30 17:00
3 Domingo 22/09/19 KGV 16:00 16:30 17:00 17:30
4 Domingo 06/10/19 Interlagos 15:30 16:00 16:30 17:00
5 Domingo 03/11/19 KGV 15:30 16:00 16:30 17:00
6 Domingo 01/12/19 KGV 15:30 16:00 16:30 17:00
GPC 2019 Domingo 15/12/19 KGV 16:30 2 baterias - GP dos Campeões 2019